Quem me lê

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Seja a Intensidade



Rasgue-se as vestes da timidez,
desfaz-se o rubor das faces,
e dá-se lugar para a intrepidez,
e para a impetuosidade em enlaces,
de beijos ardentes, de roçar na pele,
de fogo que arde, mas não fere...
Rasgue-se o véu que por anos
não te deixava se ver, se descobrir,
e sem medo de pra vida sorrir,
solte esse sorriso largo,
de desejos, louco por um afago!
Rasgue-se todas as vestes que insistem
em te cobrir, mostra tua nudez!
E esse modo novo de amar
em toda sua madurez!
Liberte-se! Libertina, insana,
louca e não mais puritana!
Entregue-se ao amor, com toda fúria
de um vulcão!
Esfregue-se! Lambuze-se!
Se dê ao máximo! E nunca diga NÃO!
Viva a intensidade da paixão,
seja a intensidade, a profundidade,
Seja o próprio vulcão!

By Cristina Almeida

Um comentário:

Sônia Rêgo Poetisa disse...

Meninaaaaaaaaaaaaaaaaaa, vc está demais, seu blog está lindo. Parabéns por tudo que vc faz
Obrigado pelo video, lindooooooooo.
Seua poemas faz a gente acender de paixão. Volte lá no meu , é a paixão que faz isso rsrsrsrs. Bjs poéticos.